21 de mar de 2011

Bruna Surfistinha– Polémico? Besteira

bruna o filme

Muito ouvi falar desse filme, que seria polémico, que contaria a história de Bruna Surfistinha (Raquel Pacheco), que seria interpretada pela Debora Secco e muito mais. Então resolvi ver e compartilhar com vocês oque achei.


Sinopse:
Raquel, uma jovem cansada da vida com a família adotiva, resolve sair de casa para viver como a garota de programa que ficou famosa depois de escrever sua história em um blog, que mais tarde se tornaria um livro.




O filme começa com uma fila de homens esperando para conferir os serviços prestados pela Surfistinha. Logo somos apresentados a vida de Raquel,  jovem de classe média que não se entende com sua família e não tem amigos na escola,  adiante vemos a vida dela começando no mundo da prostituição e o que a levou até lá.

Bruna-Surfistinha-2Deborah Secco não é uma das melhores atrizes que já vi. Seu papel como Surfistinha deixa muito a desejar, a atriz passa a impressão de não estar encarnando a famosa garota de programa. Muito se fala sobre suas cenas de nudez ou roupas provocantes, mas não mostrou nada que uma pesquisa por sua playboy no google ou até mesmo uma cena mais picante em novelas da Globo não tenha mostrado.

Tirando a Bruna os demais personagens ficam perdidos na história, chega um ponto que não se lembra mais quem é quem, ou quem fez ou faz oque.Devido a seu roteiro fraco, não vemos desenvolvimento na vida dos personagens, a não ser o “amadurecimento” da personagem principal.

Diálogos fracos e sem necessidade , o filme só sabe se apoiar em cenas de semi nudez, insinuações sexuais e demonstrações de uso de drogas.Tentando ser um filme polemico “Bruna Surfistinha” não passa de mais um filme qualquer, sem conteúdo aproveitavel.
famosos-bruna1

Querer conhecer a história da Surfistinha? Por favor, temos tantos filmes melhores no Brasil que não receberam o mesmo credito que essa…. recebeu do público.

Vendo esse filme parece que não temos exemplos melhores no nosso pais. Pelo menos dessa vez os americanos não podem falar de nós, creio que esse filme não pode ser pior que o do Justin Bieber.

Sinceramente, me arrependo do tempo que perdi assistindo esse filme.

Um comentário:

Anônimo disse...

Esse tipo de filme fraco, sem inteligência, mostrando pontos como sexo e uso de drogas, é fruto de uma Indústria Cultural, que, segundo Edgar Morrin as pessoas procisam alimentar seus desejos. Muitas vezes sabendo que esses desejos são impossíveis de realizar por causa de uma coisa chamada "moral social", esse público que vai assistir Bruna Surfistinha, têm tais fantasias e não conseguem exteriorizá-las.